Candeias e Hortícolas fizeram a festa em Paredes

Out 30, 2012

Pelo segundo ano consecutivo valeu a pena! A crença e a vontade de vencer chegou na derradeira jornada do Campeonato Nacional de Trial 4×4, com o triunfo de Paulo Candeias e Gerardo Sampaio e o título de Luís Jorge e Nuno Passos. O Parque da cidade de Paredes estava repleto de máquinas, pilotos, acção, adrenalina, muito trial e, acima de tudo, milhares de espectadores que assistiram ordeiramente a um espectáculo único de trial, organizado pelo Clube TT Paredes Rota dos Móveis, contando com o imprescindível apoio da Câmara Municipal local e inúmeros mecenas.

Desta forma desceu o pano sobre o CNTrial4x4 com Luís Jorge a suceder a Emanuel Costa, enquanto a vitória, pela terceira vez esta temporada foi para o standcanbdeias.com. A jornada que teve a base o Parque da cidade de Paredes revestia-se de elevada importância e expectativa, face à incerteza do vencedor e, do campeão nacional, para além de colocar à prova as credencias evidenciada na edição passada pelos homens do Clube TT Paredes. Ao Hortícolas Team a oitava posição servia de feição para ser campeão, logo que o seu principal opositor, o Repsol TT não ficasse na sua frente. Com Vasco Andrade nas boxes logo na volta inicial, ficando sem tracção numas das rodas durante toda a restante prova, Luis Jorge apenas teve que gerir o andamento do Wrangler do standcandeias.com para assegurar o título. A quarta posição do piloto do Suzuki serviu na perfeição para repetir a festa em Paredes, depois de em 2011 ter vencido a prova. A vitória de Paulo Candeias assenta-lhe muito bem, sendo muito eficaz e regular ao longo de toda a prova, sendo o único piloto a repetir vitória esta temporada, a terceira e assegurando a segunda posição do campeonato. Na segunda posição voltou a surgir, a exemplo de Tábua, Pedro Costa e Filipe Alves (Jipesecompanhia/Badinho), com uma jornada muito eficiente e técnica, ficando apenas a uma volta do vencedor. No regresso à competição, Ricardo Teles e Ricardo Rocha (LRT), passou despercebido às adversidades, com excepção de um problema com a bateria que não foi impeditivo de continuar a imprimir uma toada repleta de eficácia e regularidade, com a colaboração do Defender até à bandeirada xadrez, ainda assim, a seis voltas da dupla vencedora. Rápido mas azarento, Jorge Silva terminou a temporada, como habitual, com o motor do Nissan Patrol ao descoberto, fruto dos problemas mecânico que o apoquentaram ao longo da prova, perdendo a quarta posição para o campeão nacional por escasso minuto e meio, enquanto se defendeu bem a sua quinta posição. Terminaram ainda, Roger Puyal (Roger Auto), Paulo Campos (Disco Campos), Vasco Andrade (Repsol TT), José Alexandre (Grupo JANF/Stand Kubota), Domingos Diniz (Reviclap), Rui Querido (Ladricolor/XS5) e por fim com apenas uma volta, Desiderio Pinhal (Churrasqueira Brasa Douro). Mesmo com praticamente todas as equipas a terminarem a prova, algumas necessitaram de apoio nas boxes fustigadas pelo desgaste do material que teimava em não colaborar e, em algumas circunstâncias, pela dureza da pista e insistência do piloto em ultrapassar o obstáculo, querendo, evidenciar em demasia a sua teimosia!

Como vem sendo tradição, a gala de entrega de prémios do CNTrial4x4 está agendada para 2 de Dezembro no Restaurante Assador.pt no Porto.

Três dezenas na Classe Promoção

Uma prova que foi enriquecida por uma iniciativa exemplar, ao proporcionar a carros mais de serie e com um nível de preparar mais rotineiro, poderem evidenciar os dotes de condução dos seus pilotos – sendo criada a Classe promoção. Assim ao longo da manhã e durante duas horas, três dezenas de jipes 4×4 foram divididos em classes, consoante a medida/diâmetro dos pneus e partiram para uma aventura que para serviu de baptismo. Na Classe Samurai, reservada aos jipes com pneus até 31”, Paulo Silva e Tadeu foram os vencedores, percorrendo 6 voltas. Com o mesmo número terminou na segunda posição a dupla Rui Oliveira/Sandro Magina. O pódio ficou completo com o Suzuki de Victor Silva e Eduardo Noya. Na Classe 33” apenas uma equipa marcou presença, Vitorino Ferreira e Cátia Teixeira (Nissan Patrol). Entre os 35”, a mais participada de todas, Renato Rocha e Vasco Pinto (Patrol) levou vantagem em 1 volta para a dupla João Costa/Pedro Ivo (Patrol), deixando na terceira posição Eduardo Sila acompanhado pelo Vereador do desporto da Câmara Municipal de Paredes, Cândido Barbosa. A dupla “Tupi4x4” saiu penalizada nas boxes em mais de 45 minutos para substituir a transmissão que se partiu nos primeiros obstáculos (troncos). Por fim, a Vicar 4×4 com António Fernandes e Miguel Sousa (Suzuki) venceu entre os pneus 36”, na frente de António Silva e Pedro Campas. O pódio ficou preenchido pela dupla Nelson Sousa/Joaquim Marques.

Na Taça Rock Crawler, Filipe Guimarães venceu a prova, enquanto João Pinto que nesta jornada, a exemplo de Tábua substitui o habitual piloto Domingos Parente ao volante, sagraram-se vencedores da competição.

 

 

    Deixar Resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


    *

    Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>