Carlos Sousa no Dakar com Miguel Ramalho

Out 9, 2012

Após garantir, em janeiro passado, o melhor resultado de sempre de um construtor chinês no rali Dakar, conduzindo o SUV Haval inscrito pela Great Wall Motors ao sexto lugar da classificação, Carlos Sousa tem já confirmado o seu regresso ao continente sul-americano em 2013, iniciando esta quarta-feira, em Marrocos, a preparação para a 35ª edição do maior rali do mundo.

Tal como há um ano, o Tetracampeão Nacional de Todo-o-Terreno tem encontro marcado com a equipa do maior exportador automóvel da China nas pistas do sul de Marrocos, onde durante os próximos cinco dias terá oportunidade de testar exaustivamente o SUV Haval com que se apresentará, em Lima, a 5 de janeiro próximo, à partida do seu 14ª Dakar.

“Será um teste um pouco mais extenso do que há um ano e onde a prioridade será perceber as alterações que resultam da aplicação do novo regulamento técnico em vigor, em particular ao nível do motor. É que para mantermos a dimensão do restritor, estamos agora obrigados a utilizar um bloco derivado de série, talvez mais fiável que o anterior, mas seguramente menos potente”, explica Carlos Sousa, apontando os buggys de motorização a gasolina como os principais beneficiados desta alteração regulamentar.

“Como outras equipas, vamos tentar compensar esta falta de potência evoluindo outros detalhes do carro, como as suspensões, o chassis e a própria refrigeração do motor, um aspeto que limitou bastante a nossa performance no último Dakar”, esclarece.

“Pelo menos, teremos agora mais tempo para testar e validar o nosso trabalho, aproveitando também o melhor conhecimento que a equipa tem deste carro”, refere o piloto, que terá novamente o chinês Young Zhou como colega de equipa e o francês Philippe Gache como responsável da estrutura técnica e logística do Team Great Wall Motors.

A única mudança de vulto diz respeito ao co-piloto de Carlos Sousa, já que no lugar do francês Jean-Pierre Garcin surgirá agora o português Miguel Ramalho, o mais consagrado dos navegadores nacionais, tanto ao nível dos ralis (dois títulos mundiais no PWRC, quatro absolutos e três de Grupo N no Campeonato português) como do todo-o-terreno (cinco títulos absolutos e um recorde de 21 vitórias à geral no Campeonato Nacional).

Pela primeira vez ao lado de Carlos Sousa, o navegador, de 48 anos, cumprirá em 2013 a sua quarta participação num Dakar, depois de três presenças com Miguel Barbosa em 2006, 2007 e 2010, esta última já no atual formato sul-americano da prova.

“Sempre manifestei à equipa a minha preferência por um navegador português e a escolha do Miguel pareceu-me óbvia dada a sua enorme experiência internacional e o seu inigualável palmarés em termos nacionais. Fico naturalmente muito feliz por disputar um Dakar formando uma dupla totalmente nacional”, justifica Carlos Sousa.

Para Miguel Ramalho, “tratou-se de um convite irrecusável e que coincidiu com a paragem do projeto no Mundial de Ralis. É uma oportunidade única de regressar ao Dakar integrado numa equipa oficial e ao lado de um dos melhores e mais experientes pilotos do mundo nesta especialidade. Espero naturalmente estar à altura do desafio e das expetativas que o Carlos e a equipa depositam em mim”, afirmou, por sua vez, Miguel Ramalho, na véspera de se estrear, ainda que numa sessão de testes, no banco direito do Haval SUV do Team Great Wall Motors.

 

    Deixar Resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


    *

    Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>