Iberian Gentlemen Drivers fecha 2012 com a maior grelha de sempre

Out 23, 2012

Após o sucesso alcançado durante o Jarama Vintage Festival, o Iberian Gentlemen Drivers voltou a bater o seu próprio recorde de inscritos, com 32 clássicos alinhados à partida para a quarta jornada, realizada nos dias 20 e 21 de Outubro, por altura do Algarve Classic Festival. Na classificação geral, destaque para as prestações da dupla Pochciol e Brown e ainda de Mário Silva, vencedores da primeira e segunda corrida, respectivamente.

Foi debaixo de um sol radioso que um número recorde de 32 carros se fizeram à pista no sábado logo pela manhã, para efectuar os treinos cronometrados do Iberian Gentlemen Drivers (IGD) incluído no programa do Algarve Classic Festival, que decorreu no fim-de-semana de 20 e 21 de Outubro no Autódromo Internacional do Algarve. No final dos 40 minutos da sessão os melhores tempos pertenceram a Greog Nolte, em Ford GT 40, que parou o cronómetro em 2:09.445s, seguido de muito perto por Leo Voyazides, em AC Cobra 289, Pochiol, em Jaguar XJ12 Broadspeed, e ainda de Mário Silva, em Porsche 911 RS.

Dada a partida para a primeira corrida, de imediato se destacaram no comando Nolte, Mário Silva, Brown em Ford Escort MkI, Tom Barley, em Chevrolet Camaro e o espanhol José de los Milagros, em Porsche 911 RS que, com um andamento espectacular rapidamente recuperou do oitavo lugar dos treinos até à cabeça da corrida. Assistiu-se então a uma intensa luta entre estes concorrentes com várias trocas de posição. No entanto, com a desistência de Barley, afectado por problemas de motor, e ainda com o atraso do Porsche espanhol depois da troca de pilotos, ficaram no grupo que encabeçava a corrida Brown, Mário Silva e Nolte, tendo terminado a corrida por esta ordem.

Na divisão das categorias do IGD, o vencedor dos Históricos 65 foi Georg Nolle, em Ford GT40, enquanto na categoria Históricos 71 os melhores classificados foram Domingos Sousa Coutinho / Luís Sousa Ribeiro, em BMW 2800 CS. Na categoria Históricos 75 o melhor foi Mário Silva, em Porsche 911 RS.

Se no sábado a corrida tinha sido abrilhantada pelo sol e uma pista seca, a corrida de domingo foi disputada em condições totalmente opostas, com muita chuva e a pista completamente encharcada. Logo na partida o Ford Escort MkI de Brown e o Porsche 911 RS de Mário Silva destacaram-se do resto do pelotão, com Mário Silva a fazer valer toda a sua experiência e a atacar o Escort inglês logo na primeira volta, abrindo uma diferença significativa. Mais atrás, José de los Milagros voltava a impressionar, levando o seu Porsche 911 RS do nono posto da grelha até ao comando da corrida, posição que viria a perder nas boxes, deixando Mário Silva no comando da corrida, que controlou até final. Adaptando-se muito bem às difíceis condições da pista, na segunda posição acabariam por ficar a Domingos Sousa Coutinho / Luis Sousa Ribeiro, em BMW 2800 CS e em terceiro o holandês Michiel Van Duijvendijk que, apesar das condições da pista, conseguiu levar os cerca de 600 cavalos do seu Chevrolet Corvette até ao pódio.

O vencedor da categoria do IGD de Históricos 65 foi Michiel Van Duijvendijk, em Chevrolet Corvette, enquanto na categoria Históricos 71 os melhores classificados foram Domingos Sousa Coutinho / Luis Sousa Ribeiro, em BMW 2800 CS. Finalmente, na categoria Históricos 75 o vencedor foi Mário Silva, em Porsche 911 RS.

 

    Deixar Resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


    *

    Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>