Ralis (e não só!) – Breves 9

Out 24, 2012

Mikkelsen será desde já o campeão do IRC 2012 pois a Skoda não deverá inscrever nem Kopecky nem Hanninen no Rali de Chipre. O piloto norueguês renovará assim o seu título no IRC, e é apontado como mais que provável terceiro piloto da VW para 2013, começando o ano ainda com o Fabia S2000 e passando a partir do Rali de Portugal ao Polo WRC, devendo depois fazer um alargado número de provas, embora não a totalidade do campeonato.

Se a Skoda deverá fazer um ano sabático em 2013, aproveitando para desenvolver o Fabia R5, deverá continuar a apoiar a jovem promessa finlandesa, Esapekka Lappi, recente vencedor do Rali da Polónia. O piloto finlandês, tal como já noticiámos vai estar este fim-de-semana em Córdoba no Rali Sierra Morena com o intuito de melhorar as suas performances em asfalto, devendo estar também na última prova do campeonato espanhol, o Rali Comunidade de Madrid, e poderá estar à partida de várias provas do novo ERC, com o apoio da marca checa. Mais uma aposta na juventude, provando que nos dias de hoje, com a telemetria, as marcas sabem desde cedo da “massa” que são feitos os pilotos!

O peruano Ramón Ferreyros ainda “mexe” e no passado fim-de-semana venceu o Rali Comarca de Jiloca, última prova do campeonato de terra espanhol, disputado na região de Teruel, com o seu Ford Fiesta. À entrada desta prova, o título já estava entregue a Xevi Pons que tinha vencido todas as provas. Albert Llovera, Fiat Punto S2000, foi segundo e conquistou o campeonato de Grupo N, mas falhando o objectivo de atingir o vice-título, que acabou por ficar para Oscar Fuertes, Mitsubishi Lancer Evo X, que nesta prova terminou em quarto. Excelente prova de Rubén Sastre, Citroen C2, que foi o melhor dos 2 Rodas Motrizes alcançando o título nesta categoria.

Nesta prova em Teruel, também houve prova do campeonato TT, onde a vitória foi para Francesc Termens, Mitsubishi Montero Proto, seguido por Miguel Ángel Domingo, Mitsubishi Montero e Emilio Eiroa, Mitsubishi Montero. No campeonato, o título foi para António López, Toyota-Tomka FJ, José Zaragoza, Bowler Nemesis, foi vice-campeão e Termens, campeão em 2011, acabou este ano apenas na terceira posição.

 

 

    Deixar Resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


    *

    Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>