ACB Racing coroada de glória no Pico

Nov 2, 2012

Terminou a época desportiva dos ralis açorianos no que diz respeito ao CAR e ao OPEN, duas competições em que a ACB Racing e os pilotos com quem tem ligações conseguiram atingir todos os objetivos que se tinham proposto.

O vice-campeonato absoluto e o terceiro lugar no Campeonato dos Açores de Ralis, o título das duas rodas motrizes até 1600cc, vulgo F3, a vitória à geral no OPEN e os dois primeiros lugares na Taça de Ralis dos Açores dão bem a nota de uma temporada de sucesso conseguida à custa de muito trabalho efectuado por uma equipa de profissionais e pelos pilotos e navegadores de cada um dos conjuntos que honrou a ACB Racing com a sua confiança ao longo do ano.

Ricardo Carmo é novamente vice-campeão

Mesmo com um abandono no passado fim de semana na ilha do Pico, Ricardo Carmo e Jorge Dinis conseguiram atingir o seu grande objetivo que passava por secundar o colega de equipa no Team Além Mar, Ricardo Moura, e revalidar o título de vice-campeão conquistado na época passada. No momento do abandono já era certo que o vice campeonato não fugiria até porque Luís Miguel Rego e Pedro Rodrigues, colegas de equipa mas adversários em luta pelo mesmo propósito, já haviam abandonado na sequência de um corte que correu mal, eles que tinham até começado muito bem na Super Especial Vila da Madalena.

O balanço da temporada é assim enunciado por Ricardo Carmo: “Este ano renovei o titulo de vice-campeão, objectivo a que me propus no inicio da época. Foi um justo prémio não só para mim mas também para a equipa que me assiste o carro e para o Jorge [Dinis] que se dedicou sempre com muito profissionalismo. Foi uma época de muita aprendizagem e muita dedicação, sempre com o pensamento de fazer o melhor com as armas que dispúnhamos.”

Sobre a primeira visita do CAR ao Pico, Carmo diz que o rali “foi uma surpresa para mim, pois o piso é muito irregular e com muitas lombas, muito diferente do normal. Mas é assim que se evolui, a andar em estradas diferentes com diferentes tipos de afinações. Na minha opinião, pelo que vi, o Rali Ilha do Pico merece inteiramente estar no campeonato principal dos Açores. Infelizmente não o concluí mas espero poder fazê-lo no futuro”.

Henrique Moniz termina no Pico temporada de sucesso

Os novos campeões da F3, Henrique Moniz e Pedro Machado enfrentaram as estradas do Pico com o conforto de já terem garantido o título por antecipação mas a postura foi a habitual, privilegiando o espetáculo e a colheita de ensinamentos que poderão ser muito úteis em futuras passagens pela ilha montanha. A vitória entre os 2 rodas motrizes e o 4º lugar da geral são prémios que a dupla do C2 R2 Max fez por merecer até porque, como conta o piloto, “Este foi um Rallye muito difícil que nos exigiu muito trabalho na procura do setup ideal para os diferentes tipos de piso que íamos encontrar. Durante a manhã sentimos algumas dificuldades em encontrar um bom acerto o que nos condicionou um pouco mas da parte da tarde já conseguimos andar mais perto dos 4×4 como temos vindo a fazer nos últimos ralis. Agora só nos resta aguardar por algumas respostas para definirmos o nosso projecto para 2013.”

Para já, no entanto, a altura é ainda de celebrar o êxito alcançado este ano e Henrique Moniz sabe que uma boa quota parte se deve a quem o apoiou ao longo da temporada. “Antes de mais quero agradecer ao meu pai, aos meus patrocinadores (tintas Barbot, André Feliciano Seguros e Financiamento, Papelaria Resarte e Modo Eficiência construções) ao Pedro Machado, Fernando Medeiros, a toda a estrutura da ACB Racing, família e amigos por terem contribuído para o sucesso da nossa equipa!”

Temporada de sucessos termina com título regional para Paulo Nóbrega

Paulo Nóbrega e Miguel Ângelo chegaram ao Pico dispostos a lutar pelo título do Campeonato Open de Ralis dos Açores. Optando por uma estratégia de época arriscada que apenas previa quatro participações, os homens do EVO VI apresentaram-se no Pico na segunda posição do campeonato mas a dependerem apenas de si para conseguirem os seus intentos. “Entramos para este rali com intenção de pontuar e assim garantir o campeonato”, conta o piloto. “No entanto, deste o primeiro troco do dia que nos deparamos com problemas. A alavanca da caixa não quis colaborar e a mudança saltava a cada 3 ou 4 passagens de caixa. Foi uma situação difícil de gerir que foi piorando ao longo do rali, no entanto conseguimos, a custo, os nossos objectivos e trazemos com orgulho este primeiro título absoluto de ralis para a ilha Faial.”

Num rali com um grau de exigência acima da média, Nóbrega considera que “os pneus Kumho foram uma mais valia e garantia de segurança num rali com médias de velocidade altíssimas”.

Paulo Nóbrega e Miguel Ângelo querem dedicar o pleno de vitórias nas provas do OPEN realizadas e o título alcançado aos patrocinadores e parceiros, nomeadamente à “Kumho Tyres, ACB Racing, RR Sport, Venâncio Costa, Pneuhorta, Connect Designs, restaurante Vitor dos Leitões e mundoPT.com, bem como a todos os que com a sua força e carinho nunca faltaram na hora de se colocarem ao nosso lado”.

Francisco Costa desolado

Infelizmente nem tudo foi festa para os homens que correm com a ACB Racing. Francisco Costa e Ricardo Silva nem chegaram a partir para a prova de encerramento do CAR na sequência de problemas de embraiagem e de arranque no Peugeot 206 RC que só se manifestaram já no Pico e cuja resolução se tornou impossível, deixando o piloto do Porto Judeu inconsolável.

Sucessos em todas as categorias

António Castelo Branco era um homem feliz no final da derradeira prova do regional de ralis de 2012. “Todos os nossos objetivos foram alcançados num justo prémio a quem tanto trabalhou ao longo do ano para que tudo desse certo”, comenta o responsável pela ACB Racing. “Servimos um grande número de pilotos ao longo do ano com profissionalismo e dedicação porque sabemos que só assim se podem alcançar o sucessos. Acabámos por ser recompensados com uma mão cheia de títulos e bons resultados em todas as categorias em que estivemos envolvidos e isso, obviamente, não acontece por acaso”

António Castelo Branco manifesta-se agradecido a todos os elementos do seu “staff” e orgulhoso por ter ajudado a “tornar reais os sonhos e objetivos de um grupo de pilotos e navegadores que merecem tudo o que de bom conseguiram este ano”. Da mesma forma não são esquecidos aqueles que foram peças fundamentais para que o trabalho da ACB Racing tenha dado frutos ao longo da temporada. Milwaukee, Abílio Rocha, Pneus Kumho, ENI, Mega, Delta Plus, Chemi Tool, Ridgid, Rodcraft eAlém Mar, aqui enunciados sem nenhuma ordem especial revelaram-se parceiros imprescindíveis com que a ACB Racing se orgulha de ter contado.

Mas se os campeonatos de 2012 já acabaram, o trabalho, esse não pára. “Vamos começar a estruturar já o novo ano e trabalhar em novos projetos por forma a encarar o futuro ainda com mais força e ambição” promete o líder da ACB Racing.

 

    Deixar Resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


    *

    Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>